• Editorial

Universidade da Pessoa e organizações generativas

Vem ficando cada vez mais claro que a evolução tecnológica não é o grande desafio das organizações. A tecnologia oferece oportunidades, mas é a cultura organizacional e a atitude dos profissionais que define os rumos do negócio e o sucesso de uma empresa.

O desenvolvimento pessoal, este sim, é um desafio significativo, e as organizações não podem ignorar que o desempenho de seus profissionais está diretamente relacionado com seus processos de transformação pessoal.

Programas motivacionais e aqueles tipicamente de 'fora para dentro', embora úteis, não são capazes de promover transformações duradouras. Um processo de transformação consistente acontece “de dentro para fora”, com o comprometimento ativo do indivíduo. É a autotransformação.

Marcos Bruno, no lançamento da Universidade da Pessoa, no encontro com diretores de RH

É nesse contexto que surge a Universidade da Pessoa, oferecendo um conjunto de programas imersivos que têm como objetivo o desenvolvimento de pessoas, líderes e organizações generativas.

Generatividade é a capacidade de originar ações construtivas e enriquecedoras, de criar, produzir e cuidar, de forma individual e coletiva, com o entusiasmo que convida, engaja e impulsiona o desenvolvimento.

Nas organizações generativas, a comunicação intergeracional é fluída e a diversidade é incorporada de forma orgânica. O ambiente se beneficia da vocação humana para fazer parte de algo maior, um propósito que transcende a geração de valor para os acionistas. Resultados financeiros, inovação e sustentabilidade são consequências naturais de um estado de equilíbrio.

A proposta da Universidade da Pessoa representa um novo paradigma para a educação executiva, e uma inversão na lógica tradicional do desenvolvimento. Seu foco não está no desenvolvimento de competências profissionais, mas na criação das condições individuais e coletivas, necessárias para que essas competências floresçam.

“Até você se tornar consciente, o inconsciente dirigirá sua vida e você o chamará de destino". - Carl Gustav Jung

O arcabouço conceitual dos programas e imersões está fundamentado por estudos de importantes teóricos do desenvolvimento humano como Bateson, Kegan e Eric Erikson, e estruturado com base nos estágios de desenvolvimento pessoal e de consciência social.

São oferecidos 5 programas de imersão, numa escala evolutiva, além de cursos e workshops para temas específicos.

Mais detalhes sobre a proposta e os programas podem ser encontrados no site da Universidade da Pessoa ou através do contato direto com a equipe pelo e-mail contato@universidadedapessoa.com.br.