O paradoxo da identidade digital

De um lado, o mundo digital viabiliza a coleta de informações pessoais das mais diversas naturezas. De outro, crescem as restrições relacionadas com a privacidade dessas informações.

O resultado disso é que as empresas dispostas a oferecerem a comodidade de produtos e serviços individualizados saberão tudo sobre você, mas não quem é você.

A InLoco, uma startup brasileira que se notabilizou pela precisão de sua tecnologia de geolocalização, inicialmente utilizada para traçar o perfil de consumidores e possibilitar o contato com as marcas nos momentos mais oportunos de sua jornada, vislumbrou grandes oportunidades nesse paradoxo e passa a oferecer um pacote de soluções de tecnologia para clientes que demandam a validação da identidade para transações financeiras via mobile.

Andre Ferraz, sócio da InLoco

A empresa acaba de receber um aporte de US$ 20 milhões, liderado pelo fundo norte-americano Valor Capital e pelo fundo brasileiro Unbox Capital, que irá financiar sua expansão para os EUA e o desenvolvimento de novos produtos IoT.


Mais detalhes na matéria do Brazil Journal, neste link.