Inovação também é cultura

O encontro promovido pelo Squad SP do coletivo Open Innovation reuniu personalidades interessantíssimas do ecossistema de inovação para discutir a relevância da cultura organizacional para a inovação aberta.

MARCOS SOUZA, Subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação / Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo , discorreu sobre as dificuldades de implementação de programas de inovação na esfera pública e os caminhos para contorna-las, compartilhando os caminhos percorridos para o sucesso do Inovativa, através de parcerias com universidades internacionais e grandes empresas.

AMÉLIA CAETANO, especialista em cultura organizacional e associated partner do CIFS – Copenhagen Institute for Futures Studies, pontuou a importância de engajar o C-Level das empresas para implementação de uma transformação cultural realista.

LUCIANA HASHIBA, vice-coordenadora na Centro de Inovação da FGV-EAESP e Community Manager do Open Innovation Br, ressaltou a relevância da integração dos participantes do ecossistema de inovação.

MARK LUND, criador do Quantun Giving e moderador da Harvard Business Publishing, enfatizou os aspectos humanos da inovação e a importância de conexão com todos os níveis da organização.

VITOR MAGNANI, Public Affairs da Loggi e Presidente da ABO20), trouxe as questões éticas da inovação para a discussão.

Durante os 120 minutos de um animado bate-papo, os debatedores tiveram a oportunidade de discutir as questões colocadas pelos participantes do evento, relacionadas com desafios, experiências, metodologias, soft skills, integração com governo e universidades, aspectos da cultura de inovação e caminhos para a implementação.

Os coordenadores do Squad SP organizaram e conduziram o evento que teve Carlos Nogueira como mestre de cerimônias, Flavio Ferrari apresentando a pesquisa do coletivo, Gabriela Neiusa moderando o painel e Ricardo Voltan para a conclusão final.

Alexandre Mosquin, líder de inovação aberta da Vale e iniciador do coletivo, encerrou o evento lembrando o significado da troca de experiências e do compartilhamento para a evolução da inovação aberta.

O encontro fez parte da agenda da SPTW 2019.